AltaVista
Google

30.5. check_constraints

A visão check_constraints contém todas as restrições de verificação, tanto as definidas nas tabelas quanto as definidas nos domínios, que pertencem ao usuário corrente (O dono da tabela ou do domínio é o dono da restrição). [1] [2] [3]

Tabela 30-3. Colunas de check_constraints

Nome Tipo de dado Descrição
constraint_catalog sql_identifier Nome do banco de dados que contém a restrição (sempre o banco de dados corrente)
constraint_schema sql_identifier Nome do esquema que contém a restrição
constraint_name sql_identifier Nome da restrição
check_clause character_data A expressão de verificação da restrição de verificação

Exemplo: Consultar a visão check_constraints. [4]

=> SELECT * FROM information_schema.check_constraints;

 constraint_catalog | constraint_schema |       constraint_name        |  check_clause
--------------------+-------------------+------------------------------+----------------
 teste              | public            | cardinal_number_domain_check | ((VALUE >= 0))
(1 linha)

Notas

[1]

CHECK_CONSTRAINTS — visão — Identifica as restrições de verificação definidas neste catálogo que pertencem a um determinado usuário ou grupo. (ISO-ANSI Working Draft) Information and Definition Schemas (SQL/Schemata), ISO/IEC 9075-11:2003 (E) (N. do T.)

[2]

O rowset CHECK_CONSTRAINTS identifica as restrições de verificação definidas no catálogo pertencentes a um determinado usuário. Microsoft OLE DB Programmer's Reference (N. do T.)

[3]

A visão CHECK_CONSTRAINTS contém uma linha para cada restrição CHECK no banco de dados corrente. Esta visão do esquema de informações retorna informações sobre os objetos que o usuário corrente possui permissões. A visão INFORMATION_SCHEMA.CHECK_CONSTRAINTS é baseada nas tabelas do sistema sysobjects e syscomments. SQL Server Books Online (N. do T.)

[4]

Exemplo escrito pelo tradutor, não fazendo parte do manual original.

SourceForge.net Logo CSS válido!